Protótipo de F-150 mostra força do elétrico puxando 560 toneladas.

Protótipo de F-150 mostra força do elétrico puxando 560 toneladas.

A Ford confirmou o lançamento futuro de uma versão totalmente elétrica da F-150, provavelmente utilizando a experiência da startup Rivian, da qual aplicou recentemente algum dinheiro para ajudar no desenvolvimento de seus produtos energizados. Mas, para provar aos clientes tradicionais que essa opção tem muita força, a marca americana criou um desafio para si mesma.

Ainda em forma de protótipo, a Ford F-150 elétrica foi revelada diante de um grupo de clientes bem conservadores do modelo. A empresa então enfileirou 42 unidades comuns da picape grande, que somam 107 toneladas. No desafio, a F-150 eletrificada puxou os 10 vagões onde seriam embarcados os carros, totalizando 453 toneladas.

Então, por fim, após o embarque de todas dentro de 10 vagões, a F-150 elétrica deslocou nada menos que 560 toneladas de carga utilizando uma fita de altíssima resistência. O teste foi feito com profissionais experientes e não excedendo estruturalmente as capacidades do veículo. Linda Zhang, engenheira-chefe da Ford F-150, diz: “As 42 picapes representam os 42 anos da F-150 como picape mais vendida da América”.

Ted Cannis, diretor global de Eletrificação da Ford, diz: “Este teste mostra o nosso compromisso de manter a liderança absoluta em picapes e também o nosso compromisso com o futuro dos veículos elétricos”. Ele complementa: “A F-150 elétrica será uma picape inovadora e empolgante, com recursos que os clientes nunca viram.”

Uma dessas capacidades será a de fornecer energia elétrica para equipamentos de trabalho ou mesmo residência em caso de blecaute. A Ford não mencionou isso, mas indicou ao afirmar que a F-150 Hybrid – que chega no ano que vem – terá essa mesma funcionalidade, o que ajudará muitos os proprietários que precisam levar geradores na caçamba da picape.

Como o cliente de F-150 é bem tradicionalista, conquista-lo será para a Ford uma proeza ainda maior que puxar 10 vagões com 560 toneladas de peso. A eletrificação deve complementar as vendas de picapes nos próximos anos, dentro do mercado americano, mas o receio dos compradores ainda é a maior questão a ser resolvida.

Fonte: noticiasautomotivas

2019-07-26